31 de mar de 2014

E eu, quem sou?...

http://3.bp.blogspot.com/-C_zyE9h1v-k/TzVmWMPDIeI/AAAAAAAAAGk/XAsQ6zIpWsA/s1600/tumblr_lqm8ber8zq1qil5p9o1_500.jpg


☆... Eu não costumo dizer a frase batida de “quem se define se limita”. Eu me defino sem me limitar porque sou uma mistura de um eterno querer. E eu quero tantas coisas que não cabem em mim, mas que sempre encontro espaço para guardá-las dentro dos meus sonhos.

Sou tudo o que vivi e que ainda irei viver.
  
Eu sou aquele telefonema inesperado. Sou a risada dentro do mercado porque não consegui achar a sessão de detergentes. Sou o dormir até mais tarde. Sou o silêncio e falação fora do comum. Sou meus livros na estante. Sou o tênis colorido e o óculos escuro que não sai do meu rosto. Sou os choros noturnos. Os filmes de comédia romântica que estragam a minha vida, mas que não consigo deixar de ver. Sou a guitarra que grita nos meus ouvidos. E as músicas românticas que me dão a dimensão do quanto sou uma "boba".


Sou os shows de Rock que me arrasam – nos pés e nos bolsos – mas que me dão a sessão de liberdade que sempre desejei. Sou conversas na calçada. Sou um dia de sol. Sou praia. Sou minhas corridas matinais. Sou meus jeans rasgados. Sou meus fones de ouvidos. Sou um sorriso inesperado. Sou minhas piadas sem graça. Sou a minha insistência no ser humano. Sou mãe. Sou mulher. Sou romance. Sou amor. Sou paixão. Sou temperamento forte. Sou do contra. Sou trabalhar por amor. Sou a professora. Sou a tia. Sou meus textos. Sou desabafo. Sou saudade. Sou Flamenguista. Sou sonhadora. Sou cegueta. Sou insônia. Sou louca, maluca beleza. Sou a mistura do que é certo e do que é errado. Sou amiga dos meus amigos. Sou coração. Eu sou o que escrevo. Sou o que eu digo. 

"Eu nasci para ser feliz. Não para ser normal". ...☆




☆☆... Juliana Dias ...☆☆




(Juliana me descreveu com perfeição!!! Rss)

.

30 de mar de 2014

Oração Celta do Amor...



 ☆... Que jamais, em tempo algum,o teu coração acalente ódio.
Que o canto da maturidade jamais asfixie a tua criança interior.
Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro.

Que as perdas do teu caminho sejam sempre encaradas como lições de vida.
Que a musica seja tua companheira de momentos secretos contigo mesmo.

Que os teus momentos de amor contenham a magia de tua alma eterna em cada beijo.

Que os teus olhos sejam dois sóis olhando a luz da vida em cada amanhecer.
Que cada dia seja um novo recomeço, onde tua alma dance na luz.

Que em cada passo teu fiquem marcas luminosas de tua passagem em cada coração.

Que em cada amigo o teu coração faça festa, que celebre o canto da amizade profunda que liga as almas afins.

Que em teus momentos de solidão e cansaço, esteja sempre presente em teu coração a lembrança de que tudo passa e se transforma, quando a alma é grande e generosa.

Que o teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que tu percebas a ternura invisível, tocando o centro do teu ser eterno.

Que um suave acalanto te acompanhe, na terra ou no espaço, e por onde quer que o imanente invisível leve o teu viver.

Que o teu coração sinta a presença secreta do inefável!

Que os teus pensamentos e os teus amores, o teu viver e a tua passagem pela vida, sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome. Aquele amor que não se explica, só se sente.

Que esse amor seja o teu acalento secreto, viajando eternamente no centro do teu ser.
Que a estrada se abra à sua frente.

Que o vento sopre levemente às suas costas.

Que o sol brilhe morno e suave em sua face.

Que respondas ao chamado do teu Dom e encontre a coragem para seguir-lhe o caminho.
Que a chama da raiva te liberte da falsidade.

Que o ardor do coração mantenha a tua presença flamejante e que a ansiedade jamais te ronde.
Que a tua dignidade exterior reflita uma dignidade interior da alma.
Que tenhas vagar para celebrar os milagres silenciosos que não buscam atenção.

Que sejas consolado na simetria secreta da tua alma.
Que sintas cada dia como uma dádiva sagrada tecida em torno do cerne do assombro.
Que a chuva caía de mansinho em seus campos...

E, até que nos encontremos de novo...
Que os Deuses lhe guardem na palma de Suas mãos.
Que despertes para o mistério de estar aqui e compreendas a silenciosa imensidão da tua presença.

Que tenhas alegria e paz no templo dos teus sentidos.
Que recebas grande encorajamento quando novas fronteiras acenam.
Que este amor transforme os teus dramas em luz, a tua tristeza em celebração, e os teus passos cansados em alegres passos de dança renovadora.
Que jamais, em tempo algum, tu esqueças da Presença que está em ti e em todos os seres.

Que o teu viver seja pleno de Paz e Luz! ...☆




ღ ☆ Ƒeita de Ϛoisas ♥ ☆




.

24 de mar de 2014

....






ღ ☆ Ƒeita de Ϛoisas ♥ ☆



.

Humana...




☆... Eu assim como todo mundo, também sou gente,
embora queira ser diferente, não me deixo levar por mudanças breves.
Eu me permito ser humana,
E mesmo com todas as minhas metamorfoses,
E minha complexidade,
Não me deixo influenciar por momentos,
Sofro, choro, ignoro... e depois faço as pazes
Amo, cuido e quero bem... e conquisto!
Perdôo... Falo mal... e depois volto para pedir desculpas.
Irrito-me , brigo e depois esqueço.
Erro, quebro a cara... E depois aprendo a lição.
Entristeço-me ... E depois abro caminho para o riso.
Enfim essa sou eu!
Não sou diferente de ninguém.
E nem culpo a vida pelo que me acontece,
E nem vou perder tempo me explicando,
Sou tão contraditória que nem preciso de mascaras,
Alias para que usa –la
Se minha apresento minha face,
Com mil defeitos.
Mais ela que tenho de mais linda,
Sem muitas maquiagens,
Sem jogos... Sem retoques,
Me aceito como sou,
E mudo para quem me faz feliz,
Se caso não a mudança não deu certo,
Não tem problema.
O importante que tentei de muitas formas,
Ser feliz sendo e me apresentando como sou! ...☆




☆☆... Juliana Serafim ...☆☆








.

Olhares...




☆... É fácil trocar as palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!
É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter sua torrente!

Como é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo. ...☆





☆☆... Fernando Pessoa ...☆☆







.

....



☆... Não era pra ser assim...

Diz meu coração todas as manhãs. ...☆

 

☆☆... Sirlei L. Passolongo ...☆☆






.